dia das mães

O Dia das Mães começou como pede a tradição: tomando café da manhã na cama da minha mãe. Às 10h, eu e minhas irmãs subimos as escadas carregando pães, biscoitos e suco - em direção ao quarto da mulher mais importante da nossa vida. 

Comemos lambuzando os dedos enquanto fazíamos planos pro dia. A Nina pegou sua flauta transversal, guardada há meses, e tocou uma das músicas mais bonitas já compostas, deixando todos emocionados. Almoçamos na beira da lagoa, numa mesa embaixo de uma árvore. À noite, fomos ao cinema assistir à um documentário sobre o começo da vida.

O dia foi tão bom que dormi com a sensação de ter recebido um presente - e realmente recebi: uma mãe maravilhosa que tanto amo e admiro. <3