natal 2013

24 de dezembro, 23h00:

Sou a última pessoa a sair do jornal. Depois de ter trabalhado em 14 dos últimos 16 dias, não vejo a hora de deitar na minha cama.

Uma música triste no carro desperta um choro contido. Lágrimas e soluços me acompanham por todo trajeto. Apertados no meu peito, estão a saudade da minha família e a gratidão pelo que me espera em casa.

Dudu e Matilda me recebem na porta. Da cozinha vem um cheiro delicioso. Improvisamos a mesa na sala e desfrutamos um salmão com molho de mostarda, acompanhado por batatas no forno com alecrim.

Chega a hora dos presentes. Enquanto eu e Dudu fingimos não saber o que íamos ganhar, a alegria da Matilda ao abrir o seu encerra a noite com chave de ouro.

Meia hora depois, a louça está empilhada na pia e nós três dormimos profundamente no quarto - satisfeitos com o nosso breve natal.

um presente pra cada

o salmão delícia do Dudu

nós três