fim de ano

Floripa no fim de ano é o oposto da tranquilidade. De repente, a população da cidade dobra e o caos está instaurado. Todo ano isso acontece - e todo ano parece pior.

Numa bela manhã, fomos ao centro resolver pendências e ficamos mais de uma hora no trânsito. À tarde, passamos no supermercado, e as filas do caixa entravam pelos corredores. Chegando em casa, nos avisaram que faltava água - sem previsão pra voltar. Em nosso restaurante favorito, descobrimos que todos os preços tinham aumentado. E à noite acabou a luz. 

Dormimos rindo da nossa desgraça - enquanto suávamos de calor e éramos picados por uma nuvem de mosquitos.

Apesar das adversidades, foram seis dias de folga muito bem aproveitados. O ano terminou testando nossa paciência e começou nos ensinando uma lição: que, com bom humor, a vida pode ser bem mais divertida.